Destaque

Destino? - Capitulo 01

_"Em um mundo pós apocalíptico, um garoto tem que acabar com o mal e assim salvar o mundo". Seria legal não? - disse um garoto de...

sábado, 5 de maio de 2018

É o fim - cap.05


Ed tinha acabado de ser capturado por três encapuzados e estava em uma sala escura sendo interrogado por um cara de voz grossa.
_Agora que estou aqui o que fará pra ter meu poder? Vai tirar meu poder e com isso vai me matar? – disse Ed, ele não estava apenas sentado em uma cadeira.
_Não, te matar não ajudaria muito, teria que encontrar alguém pra portar seu poder e isso iria ser difícil de encontrar em tão pouco tempo.
_O que fará comigo?
_Vou usar seu poder
_Pedir por favor hoje em dia ta difícil né
Teve um momento de silencio
_Bom, gostaria de se juntar a mim?
_Não
_Nem sabe meu objetivo...
_Violência nunca é a solução e pelo jeito que você me “recrutou” já vi que não vai ser lá muito bom
Silencio novamente
_Liguem as luzes – uma luz se acendeu pelo lugar e pode-se ver que o Ed estava em um cubículo de vidro e em volta dele estava cerca de 500 pessoas, todas sentadas pelo galpão (seja em cadeiras, caixas, nas vigas) – Gostei de sua bravura
_Caguei pra você, se quer minha ajuda, peça, vou ter o prazer de dizer não
O cubículo tinha sensor de som, podia bloquear o som de fora pra dentro e o som de dentro pra fora.
Todos estavam rindo do cara que falava com o Ed
_Você é o líder? – disse Ed agora sabendo da platéia, ele ainda estava sentado na cadeira
_Não – Agora ele não falava com voz grossa
_Ainda bem, que líder ruim – todos pararam de rir
O cara que estava interrogando o Ed, ficou com raiva – Pode-me zuar, mas não zoe o nosso líder
_Ele que ta se zuando, olha o plano bosta dele, me seqüestrar e achar que por algum motivo eu vou ajudar ele, vai usar alguém pra chantagem agora?
_Silencio – disse outra voz, mas dessa vez é feminina
_Agora é o líder? – Se levantando
_Sim. – Quando Ed olhou para ela, se assustou. Era...

sexta-feira, 4 de maio de 2018

É o fim - cap.04


No quinto andar do prédio de Edward, estava na porta de seu quarto ele e dois encapuzados
_Se entrega, são dois contra um, e diferente do outro, não deixaremos você escapar
_Tá bom, desisto
_Vira e coloca a mão na frente – Ed colocou as mãos e um deles tirou uma algema e colocou nas mãos dele, ele pegou depois o celular e ligou para o outro, falando para vir aqui
_Eita – pensou Ed, a secretaria, estava ali na escada apenas espiando. Viu outro aparecer depois de alguns minutos
_Vamos embora
_Mas sair assim na rua?
_Rua? – os três riram juntos – Quem disse que vamos há rua – Ele pegou um bastão, agitou e quando iluminou de vermelho, eles desapareceram da visão da secretaria, que ficou chocada, como isso poderia ter ocorrido
Em um piscar de olhos, o local era diferente e tinha varias pessoas, pareciam esperando por eles, um dos que estava no local foi ate o Ed e o puxou para uma sala, ela estava apenas com uma mesa e duas cadeiras
_Sente-se – falou ele tirando a algema
_Que merda que eu fui fazer, agora não sei onde estou, pelo menos não haverá feridos...
Ed estava em uma sala com uma lâmpada fraca em direção a mesa, ele estava apenas conseguindo ver a cadeira que estava sentando, a mesa e a outra cadeira.
_E agora? – pensou ele olhando pra os lados desesperado por não enxergar mais nada, os encapuzados tinham saído, mas não escutou nenhuma porta abrindo ou fechando
_Finalmente você chegou – disse uma voz engrossada tipo filme de terror
_Quem é? – disse Ed desesperado
_Merda, parece filme de terror – pensou Ed
_Queremos seu poder
_NÃO LIGO – disse Ed
_Ainda bem que veio por livre e espontânea vontade, atravessaríamos todos que estivesse em nosso caminho
_Ta, mas e agora? – já mais calmo
_Er... como assim? –disse a voz
_Agora que estou aqui o que fará pra ter meu poder? Vai tirar meu poder e com isso vai me matar?

domingo, 8 de abril de 2018

Destino - Cap57


Felipe ainda estava em outra cidade, então estavam de folga, Theo e Alisson foram sair pra academia. Mary estava encarregada de vigiá-los (e por coincidência era a academia que ela freqüentava).
Estava tudo normal, todos fazendo alguns exercícios e a televisão estava ligada com musica tocando para incentivar o pessoal, do nada a musica para e um circulo pode ser visto em cada televisão. Os círculos foram se movendo para uma televisão.
_Que isso, chamado? – disse um dos que estavam treinando. Logo pode ser visto dedos segurando como se apóia-se para sair dali, uma cabeça foi vista, era um cabelo negro, molhado e grande, cobrindo o rosto. Todos que viram isso saíram correndo, A pessoa foi fazendo força para sair e o buraco foi crescendo e todas televisões foram explodindo, pode-se ver os ombros passando pelo buraco, depois pode-se ver a barriga, ela estava todas vestida de branco, mas estava amarelo e úmido, ela então impulsionou e se jogou no chão, o buraco se fechou, ela se levantou com as duas mãos e o cabelo estava todo em seu rosto. Tinha algumas pessoas ali alem de Mary, Theo e Alisson.
Ela correu ate o cara que estava gravando e se jogo nele, a mão dela que bateu em sua barriga, criou um portal transportando ele. As pessoas agora saíram correndo, mas ela foi correndo de pessoa em pessoa que corria e a teletransportava para algum lugar.
_Que merda é essa? – disse Mary
_Melhor correr – disse Alisson
_Não, ela só esta atacando quem corre – disse Theo
_Temos que salvar quem foi pego – disse Mary
_Nem sabemos onde ela os leva, não saberemos como voltar, seja lá onde for e como lutaremos? – disse Theo
_Merda – assentiu Mary. De um em um ela foi capturando, ela ficava correndo meio selvagem e jogada no chão, dava mais medo ainda, parecia possuída

sábado, 7 de abril de 2018

É o fim - cap.03


Edward estava na garagem de seu prédio cercado por três encapuzados
_O que querem de mim?
_Seu poder – disse um deles
_Cala boca
_Poder – pensou Ed – Então será que tenho algum tipo de poder com visão
_Pare de dar informação pra o cara ali – disse um chutando o outro que estava do lado dele
Edward aproveitou isso e correu pras escadas
_Só faz bosta vocês – gritou
_Mas quem me chutou foi você e ainda deu oportunidade de ele escapar
_Calado, eu e a Coruja vamos pela escada, você sabe onde é o apartamento dele, vá ate lá
O elevador chegou, dois deles entraram e o outro foi correndo atrás dele pelas escadas
_Quinto andar – disse um para o outro, que clicou
Na escada, Ed estava cerca de quinze metros na frente do encapuzado.
_Pare ai, mesmo – disse ele
_Acha mesmo que irei parar só por que pediu? – disse ele ofegante correndo de degrau a degrau
_Não adianta correr, eles estarão te esperando lá no seu apartamento – gritou rindo e ofegante
Ed enquanto corria, estava pensando em uma forma de escapar
_Desistiu? – disse o outro
No do terceiro para o quarto andar, Ed aumentou um pouco a velocidade e logo se jogou na porta, abrindo-a e logo fechando pegando algumas coisas ali no caminho para que o outro não passe.
_Droga – gritou ele tentando empurrar, mas não conseguia
_Vai desistir – disse Ed do outro lado da porta
_Vai ter volta – disse ele parando e descendo as escadas, ele pegou o celular e ligou para um dos companheiros – Perdi ele na corrida, ta no quarto andar, vou descer
_Merda – pensou Ed ao ouvir que ele estava descendo – Agora não da pra ir nem para cima nem para baixo – Ele começou a andar de um lado para outro
_Ei Ed, ta tudo bem? – disse uma moça de cabelo castanho escuro médio liso e óculos
_Ah, ta sim – disse ele envergonhado por ela ver aquilo – Espera, te conheço de algum lugar..
_Sou secretaria da sua psicóloga e sua vizinha – disse ela rindo – Nunca nos falamos, mas por causa do que ocorreu lá no escritório, vim ver como esta
_Veio pra me fazer voltar lá – disse de forma rude
_Que nada, por mais que seja meu emprego, não gosto de jeito que ela trabalha – disse ela
_Estou bem sim e você? – disse Ed surpreso, concordava com ela, ainda bem que ele não foi muito lá
_Tudo tranqüilo – ela deu uma pausa – Então meu apartamento não é muito distante do seu e quando fui descer vi dois caras encapuzados lá, chamei o sindico e ele ta indo para lá
_Merda. Se o sindico for lá, alem de poder apanhar, ainda eles vão conseguir a chave pra entrar no meu quarto – pensou – Obrigado, irei ver o que posso fazer, mas por favor, por esse momento, não vá ate lá em cima
_Ok – disse ela, Ed saiu correndo e logo viu o elevador, entrou e chegou ao quinto andar. O sindico estava indo até os dois.
_Hey, sindico, eles são meus amigos, estão vestidos pra uma festa fantasia, pode ir embora – o sindico olhou para Ed e voltou
_Esse tipo de brincadeira não será tolerada da próxima vez – disse ele
_Ainda bem que salvou ele – disse um deles







sexta-feira, 6 de abril de 2018

Recomeço - cap.15


Stefan estava diante de uma mesa com quatro pessoas de cada lado e um no centro, estava escuro, então não dava pra ver direito sua aparência. Nel logo se retirou
_O que procura neste grupo? – disse o cara do centro
_O que tem a oferecer que os outros não podem – todos ficaram apenas olhando
_Gostei de você, qual seu verdadeiro desejo? – disse de forma mais motivada, Stefan engoliu seco, já esta prestes a falar o que realmente desejava
_Esse cara é perigoso – pensou, respirou fundo
_Eu quero mudar o mundo – todos se entusiasmaram, já que era um pedido nobre e o poder de seu chefe era infalível, só o chefe que deu uma desconfiada
_Quais mudanças você quer? – falou um dos 8 – Sou Keyn, quarto no poder
_Sem mais desigualdade, sem diferenças
_Como pretende fazer isso? – disse outro – Sou Amora, segunda no poder
_Primeiro ensinar a todos os que não sabem e querem aprender a ler e escrever, depois introduzir eles a escolas, faculdades e ao trabalho
_Não tem dinheiro suficiente para isso?Sou Pereira, o sexto
_Dinheiro não é o problema  e sim influencia
_Gostei de seu ponto de vista, boa sorte – disse o do centro – Sou Minus, o zero, tem meu total apoio
_O que deseja em troca? – disse Stefan
_Quando sentirmos vontade de pedir algo, iremos pedir, mas não ouse negar – disse Minus
Stefan engoliu seco, pensou em já ter passado por isso outra vez, percebeu a gravidade da situação – Obrigado
_Pode se retirar, esta dentro – disse Minus – Nel leve-o para fora, aproveite a festa lá em cima
_Ok – eles subiram com o elevador, Nel entregou um cartão ao Stefan – Essa é a prova de que esta junto conosco, agora vamos nos divertir
_Obrigado, vamos nessa – Nel e Stefan beberam e comeram muito, quando acordaram, estavam os dois numa varanda com varias latas de cerveja.


quarta-feira, 14 de março de 2018

É o fim - Cap.02


Ao sair do psicólogo, Edward decidiu ir pra casa, entrou no carro e foi, logo viu que ali perto tinha acabado de ocorrer um acidente e estava congestionado.
_Merda, mais essa – falou colocando sua cabeça no volante
Longe dali, três pessoas de capuz estavam em cima de um prédio observando o acidente
_Precisamos estar vestindo assim?- disse o cara de capuz do meio, ele era o mais baixo dali, talvez tenha uns 150 cm
_Esta calor...  – disse o da direita, o mais alto, uns 180 cm
_Calados, estamos fazendo um cena de filme foda, visualizando acidentes que não temos nada a vê em cima de um  prédio e de capuz preto
_Mas Alice... – disse o mais baixo
_CALADO, sou a “Águia”, você é a Coruja e o Jack é o Corvo – dando um tapa na cabeça da Coruja
_Agora vamos começar a operação batata frita – disse a Águia
_Mas que porra de nome é esse? – disse Coruja
_Não importa o nome, só vamos completar isso logo
_Ok – disse os dois
Edward estava ali parado fazia 2 horas, já estava irritado, mas não conseguia ir pra frente nem pra trás.
_Acho que a única coisa boa de hoje é que lança o novo jogo do Souza Jogos e quero comprar e testar logo – Ed sentiu uma tontura e desmaiou, ele viu um lugar deserto, cheio de pessoas desmaiadas, no meio disso, pessoas brigando com magias, pareciam desenhos. A buzina dos carros atrás o acordou
_Merda, aconteceu de novo – disse Ed limpando a baba e saindo dali já agora ele que estava atrapalhando o transito. Chegou ao prédio, foi a garagem, estacionou o carro e quando estava indo ao elevador, viu um movimento estranho ali perto
Enquanto Ed estava esperando o elevador apoiado na parede, viu três pessoas de capuz
_Caramba, vocês não estão com calor?
_Muito – falou um deles
_Calado, Edward, venha conosco
_OU?
_Iremos te levar de forma violente – eles tinham cercado o Edward

sábado, 3 de março de 2018

ReComeço - Cap.14

Stefan e Kauan estavam na sala da direção em sua empresa.
_Vai à reunião, descubra algo e volta
_Pode deixar, já acionei a empresa, lançarei novas informações ao publico.
_Ok
_Mais uma coisa, soube das novas atrações da cidade? – falou Kauan ao tocar na maçaneta da porta e olhar de volta a Stefan que estava sentado na cadeira olhando alguns relatórios
_Quais?
_Quatro adultos com roupas de Cosplay fazendo bastante sucesso com alguns truques e artes marciais, eles se denominam “Os últimos P”, procure vídeos
_Procurarei, obrigado
Chegou a noite, era 20h30, logo iria ser a reunião. Stefan estava nervoso, decidiu ir sozinho e dar noticias depois. Ao chegar o local, ele não sabia que seria uma festa,ele estava com roupa comum, tinha vários repórteres, televisão e muitas pessoas querendo entrar para ver os famosos
_Isso é uma idéia muito boa para chamar qualquer um sem chamar atenção – pensou
Como estava com o cartão, que na verdade era um bilhete, entrou rapidamente, o salão de dentro era enorme e estava cheio de pessoas, tinha banda tocando, piscina, comida, muitas pessoas dançando e conversando. Era uma festa de alta classe e parecia muito divertida.
Ele foi ao bar e pediu uma água de coco, foi avistado pela Nel, ela estava com um vestido preto bem apertado, fazendo com que seus dotes possam ser visto e foi ate ele
_Chegou, vamos a festa particular – tocando com a mão os ombros de Stefan
_Vamos – disse ele terminando sua bebida. Ele seguiu a Nel ate um elevador e logo colocou o cartão
_Parece filme isso – falou Stefan
_Quase isso – disse rindo. Estavamos no Terreo, o elevador tinha até o sub-solo 2, com o cartão, foi-se liberado o sub-solo 3 e 4. Chegando no Sub-solo 4, o elevador abriu as portas e uma longa escada para baixou foi vista
_Temos que descer mais?
_Infelizmente
Logo chegaram em uma porta gigante e nela tinha reconhecimento facial, ao abrir a porta tinha uma mesa gigante e 8 pessoas sentadas

_Chegou nosso convidado – falou o cara no centro da mesa